Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/14283
Title: Atitudes e práticas empregadas no exame clínico, coleta de amostras em campo e rotina laboratorial para o diagnóstico da laishmaniose visceral canina
Advisor: Figueiredo, Fabiano Borges
Menezes, Rodrigo Caldas
Members of the board: Pereira, Sandro Antonio
Nascimento Junior, Amary
Gremião, Isabela Dib Ferreira
Pacheco, Tânia Maria Valente
Authors: Barbosa Filho, Carlos José de Lima
Affilliation: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Abstract: A biossegurança propõe medidas estratégicas de ação preventiva visando assegurar a saúde dos seres humanos e dos animais, a integridade do meio ambiente e a qualidade dos trabalhos desenvolvidos através da identificação e avaliação dos riscos presentes no ambiente de trabalho. Por meio do desenvolvimento de manuais de boas práticas, protocolos operacionais e de segurança, tem como objetivo prevenir, minimizar ou eliminar os riscos inerentes às atividades de pesquisa, produção, ensino, desenvolvimento tecnológico e prestação de serviços. A leishmaniose visceral é uma zoonose emergente, de ampla distribuição geográfica, causada por protozoários do gênero Leishmania cuja transmissão ocorre principalmente através da picada das fêmeas de flebotomíneos. O cão doméstico é considerado reservatório, exercendo papel na perpetuação do ciclo biológico do parasito, em áreas rurais, periurbanas e urbanas. A transmissão também pode ocorrer pelo acidente com material perfuro-cortante infectado O presente estudo teve como objetivo avaliar as medidas de biossegurança empregadas frente aos riscos na manipulação de cães domésticos em campo, do agente etiológico causador da leishmaniose visceral em laboratório e os riscos ocupacionais a que são expostos os profissionais de saúde que desenvolvem tais atividades. Foram avaliadas as medidas de biossegurança adotadas no projeto \201CConstrução de um painel de soros caninos para o Ministério da Saúde utilizar na validação de kits de diagnóstico para leishmaniose visceral\201D, comparando-as com recomendações da literatura. Foi enviado um questionário para 30 profissionais participantes desse projeto, abrangendo tanto os responsáveis pela avaliação clínica e coleta de material biológico como os da rotina laboratorial e obteve-se o retorno de 16 questionários respondidos. O questionário aplicado foi semi-aberto, de auto-preenchimento, específico para este estudo O preenchimento foi voluntário e anônimo. As questões abrangeram conhecimentos de biossegurança para a redução de acidentes na manipulação de agente biológico; aspectos ergonômicos durante os procedimentos; imunizações profiláticas dos profissionais; o cuidado com fatores ambientais; o transporte de material biológico; o descarte de resíduos; a manipulação do agente infeccioso e os procedimentos tomados frente a um acidente. Os resultados demonstraram que houve maior índice de acertos entre os profissionais de nível superior. Foi observado que os profissionais de laboratório, mais jovens, do sexo feminino e da região Sudeste apresentaram um melhor nível de conhecimento. Espera-se com esses resultados sensibilizar os gestores em saúde pública para que haja maior atenção para a capacitação em biossegurança desses profissionais promovendo assim um ambiente de trabalho seguro
Abstract: Biosafety prop oses strategic measures of preventive actions to ensure the health of humans and animals, environmental integrity and quality of work done through the identification and assessment of risks present in the workplace. Through the development of manuals of go od practice, operational and security protocols, aims to prevent, minimize or eliminate the risks involved in research, production, education, technological development and service delivery. Visceral leishmaniasis is an emerging zoonosis of broad geographi c distribution, caused by protozoa of the gender Leishmania which transmission occurs primarily through the bite of female sandflies. The domestic dog is considered the reservoir, plays a role in perpetuating the life cycle of the parasite in rural areas, peri - urban and urban areas. Transmission can also occur by accident with cutting and piercing infected material. This study aimed to assess biosafety measures employed against the risks in the handling of domestic dogs in the field, the etiological agent t hat causes visceral leishmaniasis in the laboratory and the occupational risks the health professionals who develop such activities are exposed to. Were described biosafety measures adopted in the project "Construction of a panel of canine serum for the Mi nistry of Health to use in the validation of diagnostic kits for visceral leishmaniasis", comparing them with literature recommendations. In addition a questionnaire was administered to 30 professional participants of this project, covering both responsibl e for the clinical assessment and collection of biological material such as the laboratory routine. The questionnaire was semi - open, self - report, specific to this study. The completion was voluntary and anonymous. The questions covered knowledge of biosafe ty to reduce accidents in the handling of a biological agent, ergonomics during procedures, prophylactic immunization of professionals, environmental factors, transport of biological material, waste disposal, handling of the nfectious agent and the proced ures taken against an accident. The results showed that there was a highest rate of correct answers among the higher education professionals. It was observed that laboratory professionals, young, female and from the Southeast had a higher level of knowledg e. It is hoped that these results raise the awareness of public health management for greater attention to capacity building in biosafety of these professionals promoting a safe working environment.
DeCS: Exposição a Agentes Biológicos
Riscos Ocupacionais
Leishmaniose
Pessoal de Laboratório
Saúde do Trabalhador
Issue Date: 2012
Citation: BARBOSA FILHO, C. J. de L. Atitudes e práticas empregadas no exame clínico, coleta de amostras em campo e rotina laboratorial para o diagnóstico da leishmaniose visceral canina. 2011. 51f. Dissertação (Mestrado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas) - Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, Rio de Janeiro, RJ, 2011
Date of defense: 2012
Place of defense: Rio de Janeiro/]RJ
Department: Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Defense institution: Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas
Program: Programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas
Appears in Collections:INI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
carlos_filho_ipec_mest_2012.pdf437.48 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksBibTex Format mendeley Endnote DiggMySpace

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.